Salah prova generosidade e gasta milhões ajudando sua cidade natal, no Egito

Em Nagrig o jogador é conhecido como "fabricante de felicidade"

Relacionadas

O jogador do Liverpool, Mohamed Salah, não esqueceu suas raízes e propôs melhorar a vida de seus compatriotas. Aos 25 anos de idade, o egípcio foi premiado como o melhor jogador do mês de fevereiro do Campeonato Inglês, além de ser um dos artilheiro da Liga dos Campeões - com 8 gols, atrás somente de Cristiano Ronaldo, que balançou a rede 15 vezes.

Ao lado do filho, CR7 faz live e brinca com brasileiros: 'Robozão e Robozinho'

'Se alguém pode ganhar do Real Madrid, é o Bayern', alerta Rummenigge

Maradona é Deus e Messi é Adão em teto de clube argentino

Mas todo esses triunfos não fizeram o atleta se esquecer de onde veio. O periódio inglês The Sun viajou até a cidade natal do jogador, Nagrig, que fica a 100 km da capital Cairo. A reportagem descobriu um trabalho de solidariedade que o jogador está comandando, tudo pensado para melhorar a vida dos habitantes que ali vivem.

Para isso, o jogador está construindo um hospital e uma escola. Nas fotos podemos ver que as construções ainda estão em um estágio muito inicial. A escola vai atender as meninas da área, o que será um alívio econômico para muitas famílias que tinham que mandar seus filhos para a escola de ônibus fora da cidade.

Crescido em uma modesta casa de três andares, a poucos passos de um campo de futebol, Salah era o mais velho dos quatro filhos. Hoje, o atleta dos Reds que ganha 90 mil libras por semana (cerca de R$ 430 mil) e vale pelo menos R$ 960 milhões é conhecido na cidade natal como "fabricante de felicidade".

Foi ele quem comprou a primeira ambulância para a área e é ele quem envia mensalmente mais de R$ 16 mil para ajudar as famílias mais necessitadas. Salah, inclusive,  ajuda quando as pessoas de Nagrig se casam: ele compra presentes domésticos que vão os ajudar a se estabelecer. Também veio do bolso dele o dinheiro para um equipamento médico que atende mais de 50 pessoas por dia e custou cerca de R$ 50 mil. 

 

 

MAIS SOBRE:

FutebolLiverpool Football ClubCampeonato Inglês de FutebolescolaEgito [Ásia]
Comentários