Sampaoli diz desconhecer crise do Santos e fãs reagem: 'Conhece o Google?'

Técnico entrou em polêmica com a torcida santista ao dizer que foi pego de surpresa com a situação financeira do clube

Relacionadas

O técnico Jorge Sampaoli acabou entrando em uma polêmica com a torcida do Santos nesta sexta-feira. Durante entrevista coletiva, o novo comandante alvinegro admitiu que foi pego de surpresa com a crise financeira do clube, que tem limitado a movimentação no mercado.

"Não sabia da situação financeira. Tinha claro que vinha para um clube que me dava a chance de ter uma grande equipe, que teríamos potencial mesmo com as situações da ausência do Gabigol, do Rodrygo. Se o clube tivesse me dito que não estava bem, impossível. A realidade seria outra", disse Sampaoli.

A declaração acabou não agradando os fãs, que usaram as redes sociais para questionar o técnico e afirmar que ele pode aumentar ainda mais a crise no clube. "Alguém apresenta o Google para o Sampaoli", "qualquer pessoa com o mínimo de inteligência gasta 10 minutos de Google antes de aceitar um emprego", "Sampaoli mandando negociar alguns jogadores e no fim vaza e deixar o Santos numa crise irreversível", "Sampaoli e Santos é igual eu e minha conta bancária: 'Não sabia que estava passando tanta dificuldade financeira assim'", comentaram alguns dos torcedores no Twitter.

Vale lembrar que o técnico cometeu uma gafe durante a entrevista coletiva realizada após o empate por 1 a 1 com o Corinthians na última segunda-feira. Em uma de suas declarações, ele colocou Ronaldinho Gaúcho entre os ídolos do clube, mas o ex-jogador jamais vestiu a camisa do time da Vila Belmiro.

"Quando vim para o Santos, vim para uma equipe com muita história. Fiquei empolgado de vir para cá. Temos que estar à altura da história de Pelé, Neymar, Ronaldinho, ser uma equipe grande, que proponha. Viemos com uma expectativa que expressamos ao presidente, e ele está em busca de atender nossos pedidos", disse Sampaoli na ocasião.

Confira a repercussão:

 

 

MAIS SOBRE:

futebolSantos Futebol ClubeJorge Sampaoli
Comentários