Santos pede que racistas e xenófobos deixem de torcer para a equipe

Atletas do Ceará denunciaram ter sido vítimas de preconceito em jogo na Vila Belmiro na última quinta, 17

Relacionadas

Depois de atletas do Ceará terem sido vítimas de racismo e xenofobia por parte de um torcedor do Santos em jogo na última quinta-feira, 17, o time paulista deu uma resposta à altura: pediu que quem carregue esse tipo de preconceito deixe de torcer para o clube.

"Se você é racista, preconceituoso ou xenófobo, por favor não compareça aos jogos do Santos FC, não seja sócio-rei e não use nossos produtos oficiais. Melhor ainda: deixe de torcer para o Santos. Você não merece esse clube e não é bem-vindo em nossa casa", diz a imagem postada pelo clube nas redes sociais, ressaltando que a arquibancada é lugar de todos, menos de preconceituosos.

Segundo o meia Thiago Galhardo, do Ceará, seu colega de time Fabinho foi chamado de 'negão vagabundo' e que o Ceará jogava no norte, entre outras coisas, por parte de um torcedor santista.

Fabinho pediu ajuda para que o autor das injúrias raciais seja identificado. Tanto a diretoria do Ceará quanto a do Santos repudiaram o ocorrido. O time paulista instaurou uma sindicância interna para apurar os fatos e prometeu tomar as providências cabíveis.

MAIS SOBRE:

futebolSantos Futebol CluberacismoxenofobiaCeará Esporte Clubetorcida
Comentários