Sauditas se desculpam por desrespeitar silêncio para vítimas de Londres

Federação Saudita de Futebol apresentou pedido de desculpas após críticas pela atitude

Relacionadas

A Federação Saudita de Futebol pediu desculpas oficialmente, nesta sexta-feira, pelo fato de a seleção nacional ter desrespeitado o minuto de silêncio em memória às vítimas do atentado em Londres, na partida contra a Austrália, pelas eliminatórias da Ásia. 

Quando o locutor do estádio de Adelaide pediu, na noite de quinta-feira, um minuto de silêncio para homenagear as oito vítimas dos atentados de sábado - duas delas australianas -, os 11 jogadores australianos alinharam-se e abraçaram-se no círculo central. Porém, a seleção saudita se separou e se alinhou em campo para o início da partida, ignorando completamente a homenagem.

A postura foi vista como desrespeito e foi duramente criticada nas redes sociais, principalmente na própria Austrália, e os torcedores acabaram vaiando intensamente o time visitante. Os sauditas justificaram dizendo que "não possuem a cultura de se enfileirarem no círculo central, prestando respeito de outra maneira". 

Nesta sexta, o presidente da Federação de Futebol da Arábia Saudita, Adil Ezzat, que raramente dá entrevistas, apresentou  um curto pedido de desculpas.

"A Federação Saudita lamenta profundamente e pede desculpa sem reservas por qualquer ofensa causada", diz o comunicado.

MAIS SOBRE:

futebolFutebol
Comentários