'Se classificarmos, beberei duas garrafas de vodca', diz técnico do Panamá

As alternativas propostas eram 'raspar a cabeça, pintar o cabelo ou beber uma garrafa de vodca'

Relacionadas

O técnico do Panamá, Hernán Darío Gómez, prometeu neste domingo a um jornalista russo que se a seleção comandada por ele avançar para as oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia, beberá sozinho duas garrafas de vodca para celebrar. 

Ludmilla pede e Neymar diz que comemorará gol com nova versão de 'Din Din Din'

Sem risadinha, Canarinho Pistola é registrado passeando pela Rússia

Torcedor envia mensagens motivadoras e engraçadas aos 11 titulares da seleção

"Se nos classificarmos, beberei duas garrafas de vodca sozinho", afirmou o treinador quando o jornalista lhe perguntou "qual loucura faria" e lhe propôs como alternativas "raspar a cabeça, pintar o cabelo ou beber uma garrafa de vodca".

Após a resposta com tom de solene promessa, o treinador colombiano disse que ele, sua comissão técnica e seus 23 jogadores são pessoas tranquilas e profissionais que estão concentradas em viver o dia a dia enquanto estiverem desfrutando da primeira Copa do Mundo na história do país. 

Já em tom sério, o treinador que chega a seu quinto Mundial, garantiu que os seus jogadores podem surpreender. "Podemos fazer alguma coisa. Tudo pode acontecer", advertiu ao comentar a estreia do Panamá contra a Bélgica no Mundial da Rússia na segunda-feira em Sochi.

O ex-técnico da Colômbia, Equador e Guatemala afirmou que a Bélgica é "um rival de muitos quilates" e elogiou o treinador, o espanhol Roberto Martínez. "A Bélgica é uma grande equipe com um técnico que é muito bom e ótima pessoa, mas no futebol tudo pode acontecer", manifestou em entrevista coletiva prévia ao último treino da equipe antes da estreia.

MAIS SOBRE:

FutebolCopa do Mundo Rússia 2018 [futebol]Hernán Darío GómezSeleção Panamenha masculina de futebolfutebol
Comentários