'Se te pego mano a mano, te atropelo', diz Maradona a repórter espanhol

Ídolo argentino não gostou de ser entrevistado dentro de hotel em Madri

Relacionadas

Notoriamente um dos maiores jogadores de futebol de todos os tempos, Diego Maradona não fica para trás quando o assunto é confusão. Dessa vez, o ídolo argentino se desentendeu com um repórter espanhol, que tentava colher declarações do astro antes do jogo entre Real Madrid e Napoli, que se enfrentam nesta quarta-feira pela Liga dos Campeões. Depois de não querer dar entrevistas, ele ainda ameaçou o profissional da imprensa.

A confusão começou quando Ángel García, da rádio Cadena Cope, de Madri, questionou Diego, ídolo do Napoli, o que ele esperava da partida. O ex-jogador ignorou e deu um leve empurrão no jornalista, que não deixou barato e disse, enquanto estava ao vivo no ar, que tinha sido empurrado pelo astro. Ao ouvir a declaração, Maradona não deixou barato e começou a intimidar o repórter: "Não, não, golpe não. Se te pego, te deixo sem nariz", disse o argentino, com as mãos no rosto do repórter.

García ainda tentou protestar, mas foi interrompido pelo ex-jogador: "O que quero é comer tranquilo com a minha família, e você não pode estar no meu hotel se não tem quarto aqui. Tenho todo o direito de falar com a minha família o que eu quiser. você tem um microfone, faça seu trabalho. E lembre-se, se eu te pegar no mano a mano, te atropelo", completou.

MARADONA X BAUZA

Outra polêmica envolvendo Diego Maradona nesta terça-feira é com Edgardo Bauza, técnico da seleção argentina. O ídolo ficou extremamente inconformado com o treinador ter se encontrado com Mauro Icardi, atacante destaque da Inter de Milão, mas que é acusado de "roubar" a mulher de Maxi Lopez: "Não irei falar mais com Bauza. É a vida dele [Icardi]. Não ligo, mas para mim ele não existe. Existem coisas que não se faz e não se esquece. Quero ver Bauza perguntar para Messi se ele quer comer na casa do Icardi ou se o Icardi pode comer nas casas de Messi, de Kun [Aguero] ou de outro jogador da seleção depois do que aconteceu com Maxi Lopez", disse ele, em entrevista ao jornal argentino Clarín.

MAIS SOBRE:

FutebolMaradonaReal MadridNapoliLiga dos CampeõesMadriDiegoEdgardo BauzaBauzaMessiAgueroClarínFutebolMaradona
Comentários