Seleção brasileira de Futebol Social estreia na Copa do Mundo na Noruega

Competição reúne 47 equipes de jovens carentes e sem-teto do mundo todo

Relacionadas

A seleção brasileira de Futebol Social faz nesta terça-feira, 29, sua estreia na Copa do Mundo da modalidade (Homeless World Cup), que será disputada até dia 5 de setembro, em Oslo, capital da Noruega. Bicampeã em 2010 e 2013, a equipe do Brasil terá a responsabilidade de abrir a 15ª edição da competição, na partida da chave masculina/mista contra os donos da casa, em jogo marcado para às 11h da manhã (horário de Brasília). 

Atual vice-campeão do mundo, o Brasil está no grupo B da competição masculina/mista. Além da partida contra a Noruega, o País terá pela frente Lituânia, Estados Unidos, Suíça e Austrália.

"Vamos estrear contra uma equipe que não tem um histórico de grandes resultados, mas eles estão jogando em casa. Ou seja, podemos ter surpresa", conta Pupo Fernandes, treinador da seleção. "A Lituânia costuma disputar o Mundial com equipes mais experientes e os atletas da Noruega são sempre fortes fisicamente", complementa Pupo.

Disputada anualmente desde 2003, a Copa do Mundo de Futebol Social é realizada em uma quadra reduzida de gramado sintético, com três atletas na linha e um no gol, além de quatro reservas. 

O Futebol Social é um movimento pioneiro que conecta jovens e comunidades carentes de todo o País. Fazem parte da rede projetos sociais e movimentos comunitários atuantes em periferias, favelas, comunidades ribeirinhas e quilombolas, entre outros grupos e regiões socialmente excluídas. Participam jovens de 16 a 21 anos, que vivem em situação precária de moradia (ou sem moradia), sob risco social e sem condições plenas de desenvolvimento. Desde 2004, o projeto já atendeu mais de 20 mil jovens, por meio da rede Futebol Social, que reúne anualmente pelo menos 50 entidades de diversos estados e regiões do país. 

MAIS SOBRE:

futebolSem-tetoMorador de RuaBrasil [América do Sul]Noruega [Europa]
Comentários