Especialista diz que tabela do Brasileirão foi feita para o Flamengo ser campeão

Engenheiro vê o Corinthians como segundo clube mais beneficiado

Relacionadas

Horácio Nelson Wendel é um engenheiro que gasta parte do seu tempo analisando tabelas de campeonatos. Participou da configuração da tabela do primeiro Brasileirão por pontos corridos e tenta ajudar a Federação Paraense a corrigir os erros nos torneios que organiza. Ao olhar a tabela do Brasileirão 2017, não teve dúvidas: a sequência de jogos favorece o Flamengo.

Os principais sinais, segundo ele, são a sequência de jogos no Rio de Janeiro que o rubro-negro terá. Entre as rodadas 7 e 13, o Flamengo só sairá da cidade para enfrentar o Bahia na Fonte Nova na 10ª rodada, e entre as rodadas 21 e 25, terá outra sequência em sua cidade de origem, já que o único jogo em que não é mandante será contra o Botafogo, pela 23ª rodada.

Segundo Wendel, ainda que um campeonato com turno e returno tenda a acabar com essas distorções, os clássicos quebram a lógica. Por isso, o Flamengo nunca faria mais de dois jogos longe da torcida carioca.

O Corinthians também seria ajudado pela tabela, pois entre as rodadas 11 e 14 não sairia da cidade de São Paulo, e entre as de número 21 e 25, ficaria dentro do estado de origem (enfrenta o Santos na Vila Belmiro nessa sequência).

Para o engenheiro, outro problema seria que a tabela desrespeita critérios técnicos e comerciais, pois, nas dez primeiras rodadas, os dez melhores colocados no torneio em 2016 jogam contra os seis piores e os quatro que subiram da série B, para nas últimas nove jogarem entre si.

Wendel diz que alertou dirigentes sobre o caso, como Mario Celso Petraglia, do Atlético-PR.

MAIS SOBRE:

Futebol Campeonato Brasileiro
Comentários