Simeone lidera enquete de jornal sobre sucessor de Sampaoli na Argentina

Marcelo Gallardo, do River Plate, e Ricardo Gareca, da seleção peruana, também aparecem na lista

O técnico Diego Simeone, comandante do Atlético de Madrid, lidera enquete que está sendo feita nesta segunda-feira pelo jornal esportivo Olé, sobre o sucessor de Jorge Sampaoli na seleção argentina.

+ 'Feliz ou não': Dudu modifica postagem em rede social e intriga palmeirenses

+ Rato invade gramado de São Januário e internet não perdoa: 'saudades Copa'

+ FERA ALVIVERDE: conheça a 'Liga Verde', a união das mídias palestrinas

Até às 11h55 (horário de Brasília), o técnico era o mais votado junto aos leitores, com 33% de pouco mais de 300 mil eleitores. Logo atrás, aparecem Marcelo Gallardo, do River Plate, com 29%; e Ricardo Gareca, da seleção peruana, com 13%.

Ainda são opções Mauricio Pochettino, do Tottenham, com 11%; e Matías Almeyda, que está sem clube, com 7%. Além disso, há a opção "outros", que também recebeu 7% dos votos.

Outros nomes que aparecem como cotados para assumir a 'Albiceleste', depois de campanha com eliminação nas oitavas de final da Copa do Mundo, são o espanhol Josep Guardiola, do Manchester City, Jorge Almirón, do Atlético Nacional, e José Pekerman, que acaba de deixar a seleção colombiana.

Este último, inclusive, é a capa da tradicional publicação esportiva, que traz a manchete: "Outra equipe de José?". O Olé aponta que o presidente da Associação de Futebol Argentina (AFA), Claudio Tapia, quer Pekerman para organizar as divisões de base, além de treinar ou escolher o próximo técnico da seleção argentina.

O jornal La Nación, por sua vez, crava ser impossível o acerto com Simeone, Pochettino e Gallardo. A publicação garante que Gareca, Almirón ou Almeyda devem assumir o comando dos vice-campeões da Copa do Mundo de 2014.

Já o jornal Infobae garante que três pessoas, representando diferentes da AFA, sondaram Guardiola, que foi técnico do atacante Lionel Messi no Barcelona de 2008 a 2012./EFE

 

MAIS SOBRE:

FutebolDiego Simeoneseleção argentina masculina de futebol
Comentários