Simulações na Inglaterra poderão causar suspensões a jogadores

FA ampliou poderes para analisar por vídeo situações de simulação

Relacionadas

A Football Association (FA), a federação inglesa do futebol, decidiu em sua assembleia geral anual ampliar seus poderes para punir simulações no país a partir da temporada 2017/18.

De acordo com reportagem publicada pela BBC, as regras contra situações de simulações intencionais, com a finalidade de enganar árbitros, serão punidas com muito mais severidade.

Ao final de cada rodada, uma equipe formada por um ex-árbitro, um ex-jogador e um ex-treinador vai acompanhar as partidas por vídeo com a finalidade exclusiva de detectar simulações. 

Segundo a FA, serão analisados casos "onde há clara e impressionante evidência que sugere que um árbitro foi enganado por um ato de simulação e, como resultado direto, um pênalti foi marcado para o time atacante e/ou um jogador adversário foi expulso". 

As novas regras ainda deverão ser aprovadas pela Premier League, pela English Football League (EFL), entidade que organiza a Copa da Liga e as segunda, terceira e quarta divisões do país, e pela Associação dos Jogadores Profissionais. 

MAIS SOBRE:

futebol Campeonato Inglês Futebol
Comentários