Sincero, papa Francisco responde: 'É um sacrilégio dizer que Messi é Deus?'

Sua Santidade comentou sobre o jogador ao canal espanhol La Sexta

Relacionadas

Há quem diga que religião e futebol não se discutem, mas como um bom fã de esporte o papa Francisco não deixa de dar sua opinião quando é questionado sobre o assunto. Torcedor do San Lorenzo, o Sumo Pontífice comentou sobre seu compatriota Lionel Messi.

Mesmo sem se destacar com a camisa da seleção, o camisa 10 do Barcelona tem dado continuidade ao seu ótimo aproveitamento dentro de campo e, por isso, alguns de seus fãs o têm chamado de "Deus". Algo que o líder da igreja católica prefere não fazer.

"Em teoria é um sacrilégio, não se pode dizer isso. A Bíblia deixa isso muito claro. Eu não acredito. Você acredita?", respondeu o papa Francisco, que escutou "eu sim" do jornalista Jordi Evole, que o entrevistava para o canal La Sexta. Após a brincadeira, o argentino deu uma explicação mais elaborada.

"Ou seja, a gente diz Deus, assim como diz 'eu te adoro', mas devemos adorar somente a Deus, são expressões populares. 'Este é um Deus com a bola no campo', são modos populares de se expressar", afirmou antes de elogiar o jogador. "Claro que sim, dá gosto (de ver Messi jogando), mas não é Deus", finalizou o papa.

Nesta temporada, Messi já marcou 31 gols no Campeonato Espanhol e balançou as redes na Liga dos Campeões outras 16 vezes em 12 jogos. O próximo duelo do clube espanhol é nesta terça-feira, quando enfrenta o Villareal em busca de ampliar sua vantagem de 10 pontos para o segundo colocado no torneio nacional. 

MAIS SOBRE:

futebolBarcelona [Futbol Club Barcelona]MessiCampeonato Espanhol de FutebolLiga dos CampeõesPapa Francisco
Comentários