Sogro de meia do São Paulo recebe granada e pomba morta como ameaças

Polícia peruana está investigando o ocorrido com Luis Lopez Rodriguez, parente de Cueva,

Relacionadas

A polícia peruana investiga uma possível ameaça sofrida pelos familiares do meia são-paulino Cueva. De acordo com o jornal peruano El Comercio, Luis Lopez Rodriguez, pai de Maira Maira Lopez Solorzano, mulher do jogador, recebeu uma caixa com um explosivo e uma pomba morta na frente de sua residência na cidade de Trujillo, a 724 km da capital Lima.

Ainda de acordo com a imprensa local, o bilhete dizia: "Essa é apenas uma advertência. Da próxima vez visitaremos sua filha (mulher do jogador) em sua casa e deixaremos a granada sem segurança. Ligue neste número, caso contrário ‘buum’. Que Cueva nos ligue se não quiser prejudicar a própria família", dizia a mensagem escrita em um pedaço de papel.

A Unidade de Desativação de Explosivos da polícia peruana confirmou que a granada era verdadeira e as investigações continuam. O jogador está relacionado pelo técnico Dorival Júnior para enfrentar o Coritiba nesta quinta-feira, no Morumbi, às 19h30.

MAIS SOBRE:

FutebolChristian CuevaSão Paulo [SP]futebolviolência
Comentários