Sub-18 do Queens Park Rangers abandona jogo na Espanha após sofrer racismo

Dirigente do clube apoia atitude dos atletas e cobra punição ao Nervión, adversário na partida

Relacionadas

A equipe sub-18 do Queens Park Rangers, time que joga a segunda divisão da Inglaterra, tomou uma atitude drástica após ser alvo de racismo de torcedores enquanto jogava uma partida com o Nervión, da Espanha: deixaram o gramado por ordem da comissão técnica. Das arquibancadas se ouviam ofensas racistas e gritos imitando macacos.

O time do Queens Park Rangers também enfrentou Sevilla e Cádiz em amistosos durante a viagem para a Espanha. Segundo a diretoria do clube, eles já haviam se preparado caso ocorresse uma situação do tipo, trabalhando em um plano junto com a ONG Kick It Out, que luta contra o preconceito e a discriminação no futebol.

“Aplaudo Paul Furlong e sua comissão técnica por reagir de tal maneira e por fazer tudo em seu poder para proteger os jogadores. Também estou muito orgulhoso de nosso sub-18, que mostrou tamanha maturidade diante de uma provocação inaceitável”, declarou o diretor executivo do Queens Park Rangers, Lee Hoos, que também cobrou uma punição ao time espanhol.

“Infelizmente, parece que alguns países ainda têm um longo caminho a percorrer nesse sentido, e peço à Uefa que tome a ação mais forte possível, já que incidentes dessa natureza estão acontecendo muito frequentemente. No QPR, não devemos, e não iremos, tolerar isso”, afirmou o dirigente. 

Por se tratar de um amistoso internacional, no entanto, a jurisdição do assunto é da Fifa, que ainda não se pronunciou sobre o caso.

MAIS SOBRE:

futebolQueens Park Rangersracismo
Comentários