Tailândia não consegue segurar a emoção após marcar primeiro gol na Copa

A atacante Kanjana Sungngoen marcou o gol de honra na derrota por 5 a 1 contra a Suécia

Relacionadas

Após sofrer a maior goleada na história de uma Copa do Mundo ao perder de 13 a 0 dos Estados Unidos, a Tailândia teve uma nova derrota na segunda rodada do torneio, perante a Suécia, por 5 a 1. Mas o que importou para as jogadoras tailandesas foi ter marcado o seu primeiro gol na competição após ter igualado o recorde de mais gols tomados em uma única edição da Copa. 

Quando a experiente atacante Kanjana Sungngoen marcou o gol, já nos acréscimos, o time não conseguiu segurar a emoção. Todos começaram a chorar na beira de campo, com uma das integrantes da comissão técnica abraçando o técnico Nuengrutai Srathongvian. A maioria dos presentes no estádio em Nice também aplaudiram o gol tailandês.

"Foi um gol difícil e significou bastante ter sido contra uma grande seleção como a Suécia", disse Srathongvian após o jogo. "Esse gol nos fez sorrir e nos deixou felizes, justificou toda a nossa preparação para a competição."

Hedvig Lindahl, goleira da Suécia, disse que ficou feliz de ver a Tailândia marcando o gol mesmo tendo sido contra elas. "Somos todas humanas e depois daquela derrota que elas tiveram perante os Estados Unidos, não há como não sentir um pouco de empatia após vê-las marcando um gol", falou a sueca.

Veja abaixo o momento que a emoção toma conta do banco da Tailândia ao marcar o gol contra a Suécia.

 

MAIS SOBRE:

futebolCopa do Mundo 2019 França [futebol feminino]seleção tailandesa feminina de futebolfutebol feminino
Comentários