'Tolima Day' completa sete anos e rivais do Corinthians não perdoam

Em 2 de fevereiro de 2011, clube alvinegro sofreu um dos maiores vexames da sua história

Relacionadas

Há exatos sete anos, em 2 de fevereiro de 2011, o Corinthians sofreu um dos maiores vexames da sua história. Depois de empatar em 0 a 0 no Pacaembu, o time alvinegro, que à época contava com Ronaldo Fenômeno e Roberto Carlos, perdeu por 2 a 0 para o Tolima, em Ibagué, na Colômbia, e se tornou o primeiro clube brasileiro eliminado ainda na fase preliminar da Copa Libertadores. 

+ Corinthians retorna à sua casa e exibe novo gramado da arena; veja

+ Nacional expulsa torcedor que imitou avião para debochar da Chape

+ Neymar vai bancar viagem de amigos do Brasil para aniversário em Paris 

Depois da eliminação, o time foi recebido com protestos em São Paulo, inclusive com invasão ao CT Joaquim Grava e depredação dos carros de alguns jogadores e também do ônibus do elenco. 

Em decorrência da crise, Ronaldo e Roberto Carlos deixaram o clube pouco tempo depois. O então presidente Andrés Sanchez sofreu enorme pressão para demitir o técnico Tite. Ele, no entanto, bancou a permanência do treinador que, no mesmo ano, levaria o time ao pentacampeonato brasileiro e ao primeiro título da Copa Libertadores e ao bicampeonato mundial de clubes, no ano seguinte. 

Nesta sexta-feira, os usuários do Twitter lembraram da queda histórica do Corinthians e a hashtag #TolimaDay chegou a ficar entre os assuntos mais comentados do Brasil.

Confira a repercussão sobre esse dia tão feliz para os rivais dos corintianos:

 

MAIS SOBRE:

futebolCorinthiansTolima
Comentários