Torcedor jogado de arquibancada na Argentina tem morte cerebral

Rapaz sofreu inúmeras lesões e não deve conseguir se recuperar

Relacionadas

O torcedor do Talleres que foi jogado da arquibancada do estádio Mario Alberto Kempes por membros de 'barra brava' do Belgrano, durante clássico pelo Campeonato Argentino, teve morte cerebral confirmada na tarde deste domingo.

"Não há mais nada que fazer", disse a equipe médica do local à família, conforme o jornal La Voz do Interior. "Deu entrada com fratura e afundamento parietal, com edema cerebral. É um trauma grave, seu estado é crítico, tendo muito pouco reflexo e poucos sinais de atividade cerebral", afirmou hora mais cedo Maximiliano Tittarelli, diretor do Hospital de Urgências de Córdoba à rádio argentina Cadena 3.

De acordo com testemunhas, Emanuel Balbo, de 20 anos, foi descoberto em meio à torcida do Belgrano, durante partida que aconteceu na noite deste sábado. Um dos líderes de organizada do clube ordenou que ele fosse jogado das arquibancadas, o que acabou acontecendo. De acordo com Tittarelli, há poucas chances de o torcedor sobreviver à forte queda.

Segundo Raúl Balbo, pai de Emanuel, o jovem estava na torcida do Belgrano porque localizou no local Óscar Gómez, homem que ele afirma ter atropelado e matado seu outro filho, que tinha 14 anos. "Há quatro anos, mataram um filho meu. Emanuel foi ao jogo e encontrou um dos homens que o mataram. Aí se arma um problema, e como Óscar Gómez é pouco homem, ao invés de se defender, incitou a violência, com todos os amigos fazendo o que fizeram", garantiu Raúl Balbo, também em entrevista à Cadena 3.

A promotora Liliana Sánchez, que investiga o caso, informou que não há qualquer pessoa detida até o momento. A polícia, por sua vez, afirma que já identificou três acusados e aguarda a ordem judicial para efetuar as prisões.

MAIS SOBRE:

FutebolKempesFutebolArgentinaCampeonato Argentino de Futebol
Comentários