Corinthians não lança nova camisa para mulheres e revolta torcedoras

Novo uniforme número 2, alusivo à conquista de 1977, não será comercializado no modelo para mulheres

Relacionadas

Torcedoras do Corinthians estão promovendo um abaixo assinado na internet (neste link, na plataforma Change.org) em protesto pelo fato de o clube e sua fornecedora de material esportivo, a Nike, terem se "esquecido" das mulheres quando lançaram a nova camisa número 2 (preta com listras brancas), alusiva à conquista corintiana de 1977 - o título paulista contra a Ponte Preta, com gol de Basílio.

As camisas não serão comercializadas no modelo feminino, sob a alegação de que "não haveria demanda"mas, segundo dados do Ibope de 2015, 52% da torcida do Corinthians é composta por mulheres. O abaixo-assinado acompanha uma reprodução de tela do Twitter com uma conversa sobre a Nike a respeito do assunto. Confira:

"Não é de hoje que o Corinthians e a Nike ignoram nós, torcedoras. No site de vendas oficial ou nas lojas, são pouquíssimos os modelos femininos (quando tem) e nem todos os tamanhos estão disponíveis", afirma o abaixo-assinado.

"Nós mulheres estamos constantemente lutando pelo nosso espaço, inclusive no futebol, seja em campo ou nas torcidas nos estádios. Mais do que um tamanho de camisa, esta é uma questão de representatividade num esporte historicamente machista. Nós, torcedoras, estamos cansadas de sermos ignoradas pelos clubes de futebol e suas lojas parceiras". 

A torcedora que promoveu a iniciativa, Ana Clara Leite, diz que as assinaturas serão encaminhadas à ouvidoria do Corinthians e, até a tarde desta quinta-feira, mais de 850 torcedores já haviam apoiado o abaixo-assinado.

MAIS SOBRE:

futebol Corinthians Nike Ponte Preta Futebol
Comentários