'Tormenta no deserto': jornais destacam sofrimento do Real diante do Al Jazira

Portais esportivos detonaram a fraca atuação do Real em alguns momentos e observaram que equipe precisa melhorar para encarar o Grêmio

A imprensa espanhola tratou com uma certa desconfiança a vitória apertada e sofrida por 2 a 1 do todo-poderoso Real Madrid diante do Al Jazira, pela semifinal do Mundial de Clubes da Fifa.

De maneira geral, os portais das publicações esportivas do país "detonaram" o desempenho do Real, diante do adversário considerado mais fraco.

"Uma partida extravagante, na qual Benzema exagerou em falhar", escreveu o As, sobre o atacante do Real. "No fim, a salvação veio dos pés de Bale."

 

Romarinho marca contra o Real e torcedores vão à loucura nas redes

Jogador de apenas 16 anos sofre colapso e morre em partida na Irlanda

Puma lança camisas de Uruguai, Itália e mais cinco seleções; veja

 

O Marca não poupou críticas ao time espanhol em sua transmissão ao vivo. "Esta deve ter sido a partida mais estranha que eu vi na minha vida", escreveu o jornalista responsável. "Bale tardou muito em marcar, mas felizmente o fez para evitar o ridículo". Quando a transmissão acabou, o jornal mostrou certo alívio, publicando em letras garrafais: 'SE ACABOOOOOOOO!!!!".

Na capa desta quarta-feira, 14, o jornal classificou a partida "surreal" como uma "tormenta do deserto". Ainda na primeira página, o diário ilustrou a supremacia madridista com estatística do jogo. "Que suplício: 36 finalizações, 14 em direção ao gol, quatro na trave, 19 escanteios... mas um goleiro heróico e 0-1 no intervalo. A desconcertante aplicação do árbitro de vídeo contribuiu para a ópera do absurdo", colocou o Marca

 

 

O Diario Gol observou a pressão que o Real tomou do time árabe, especialmente depois do gol de Romarinho, e cravou que a equipe vai precisar melhorar muito para a final contra o Grêmio, escrevendo que o Real, por pouco, não passou uma vergonha histórica.

Por sua vez, o Mundo Deportivo destacou a polêmica dos gols anulados, por meio do árbitro de vídeo, mas afirmou que isso não justifica a atuação fraca do Real, diante de um adversário que fez um jogo "simples e efetivo".

 

 

MAIS SOBRE:

futebolReal Madrid Club de FutbolGrêmiofutebolMundial de Clubes
Comentários