Tributo a Wenger: jogadores prestam suas homenagens ao técnico

Foram 22 anos comandando o Arsenal e 17 títulos pelo clube londrino

Relacionadas

Era dia 22 de setembro de 1996 quando o francês Arsène Wenger assumiu o comando do Arsenal. Foram 22 anos comandando a equipe e 17 títulos: três Premier League, sete Copas da Inglaterra e outras sete Super Copas da Inglaterra. Ao todo, 1.228 jogos. Desses, o clube londrino saiu com 704 vitórias e menos de 20% de derrotas. 

Site oficial do Corinthians é hackeado: 'Salve a todos os santistas'

Desde o último título, São Paulo amarga 19 eliminações; confira

Após tuitar 'só dá Vasco', time carioca leva quatro gols e vira piada

Em nota publicada no site oficial dos Gunners, o treinador de 68 anos revelou que decidiu encerrar esse ciclo e abandonar o comando do Arsenal. No depoimento, Wenger agradece aos adeptos, dirigentes e staff. Finaliza com um pedido: "Para todos os que amam Arsenal, tomem conta dos valores do clube. O meu amor e apoio para sempre", escreveu.

Sua saída gerou grande impacto entre jogadores, ex-atletas e clubes ligados ao futebol, que prestaram suas homenagens em suas respectivas redes sociais.

 

#MerciArsene “My love and support for ever” #Arsenal #Arsene

Uma publicação compartilhada por Arsenal Official (@arsenal) em

Cesc Fábregas atuou com o treinador entre 2003 e 2011. O craque escreveu: ''Eu não esperava por isso, mas é uma demostração da classe e dignidade deste homem. Eu nunca irei esquecer do seu comando e sua ajuda, sua tutoragem. Ele tinha esperança em mim desde o nosso primeiro dia juntos e eu o devo muito, ele é como um pai para mim, que sempre me incentivou a ser o melhor. Arsene, você merece todo o respeito e felicidade no mundo''.

David Seaman, goleiro que atuou com Wenger entre os anos de 1996 e 2003, além de ter sido titular na Copa de 2002 com a Inglaterra: ''Dia triste no Arsenal com a saída de Wenger, podemos agora dar uma despedida e o respeito que ele merece?''.

Antes de chegar ao Arsenal em 1996, Wenger passou pelos franceses do Nancy e do Mônaco, além de ter treinado a equipe japonesa Nagoya Grampus. Dentre as homenagens, uma do Manchester United, um dos maiores rivais de Wenger pelo Arsenal: ''Parabéns pela incrível carreira de 22 anos à frente do Arsenal, Arsene Wenger, o desejo muita sorte até o final da temporada... tirando o nosso 60º confronto no próximo domingo.''

Um dos maiores ídolos do United, Gary Neville, também se manifestou. ''Arsene Wenger formou os melhores times com que joguei no futebol inglês. A equipe de 1998 era incrível. O melhor elogio é que ele promoveu um futebol que nos fez (Manchester United) mudar a maneira com que jogávamos contra eles. Ele merece a despedida mais extraordinária nas próximas semanas''.

MAIS SOBRE:

FutebolArsène WengerArsenal Football Club [Inglaterra]Inglaterra [Europa]Arsene Wenger
Comentários