Tubarão interrompe bateria entre Medina e Fanning no Mundial de Surfe

Surfistas foram retirados da água às pressas pela organização; após susto, brasileiro avançou à semifinal

Relacionadas

O brasileiro Gabriel Medina e o australiano Mick Fanning protagonizaram mais um susto na etapa do Circuito Mundial de Surfe em Jeffreys Bay, na África do Sul. A aparição de um tubarão de grande porte obrigou a organização a resgatar os dois, que estavam na água, disputando uma bateria, com jet-skis - o resgate foi feito em cerca de 15 segundos.

O tubarão era tão grande que tinha o tamanho do próprio jet-ski, e foi visualizado por um dos drones que faziam a vigilância do mar, para evitar ataques. Depois do susto, Medina, que vencia no momento da paralisação da bateria, acabou confirmando a pontuação e avançou às semifinais. Fanning, atual campeão da etapa de J-Bay da WSL (World Surf League), que defendia o título, acabou ficando de fora.

O local onde o tubarão foi visto é o mesmo em que o próprio Fanning levou um susto ao quase ser atacado, em 2015. No momento da aparição do tubarão, também já se encontravam na água o atual campeão mundial John John Florence e o português Frederico Morais, que se preparavam para sua próxima bateria pelas quartas de final. Moraes, agora, será o adversário de Medina nas semifinais.

Após a interrupção, foram necessários cerca de 15 minutos para monitorar o animal, e a etapa acabou retomada apenas após a constatação de que ele já nadava a cerca de 3 km do local. 

Esta foi a segunda ocorrência com um tubarão na etapa de Jefferys Bay do Mundial de Surfe. Na terça-feira, outra aparição do animal assustou o brasileiro Filipe Toledo, que estava na água disputando uma bateria.

Confira um vídeo sobre o incidente de hoje:

 

 

MAIS SOBRE:

surfeSurfeGabriel Medina
Comentários