Veja o que um turista fez para conseguir o 1º autógrafo de CR7 na camisa da Juve

Camisa ainda foi anunciada no eBay por 13 mil euros, cerca de R$ 58 mil reais

A primeira camisa da Juventus autografada por Cristiano Ronaldo passou a ser anunciada no eBay nesta quarta-feira por 13 mil euros, cerca de R$ 58 mil. A peça foi divulgada nas redes sociais por um torcedor que estava hospedado no mesmo resort que craque português, na Grécia.

+ Meninos resgatados na Tailândia serão homenageados em uniforme do Ceará

+ CR7 não enfrentará o Real Madrid pela Juventus em agosto, diz jornal

+ Mãe de Cristiano Ronaldo deseja sorte ao craque na Juventus: 'nova etapa'

O problema é que a camisa não era do torcedor. De acordo com a publicação do jornal As, ela foi roubada de um jornalista do canal italiano Sportitalia. A história começou quando o repórter Rossi Carmine foi enviado à Grécia com a missão de conseguir um autógrafo de Cristiano Ronaldo. 

Carmine comprou uma camisa da Juventus ainda no aeroporto, por engano, ele levou a da última temporada. Ao chegar no resort Costa Navarino o profissional conseguiu tirar algumas fotos, mas foi expulso do local. Antes de sair o repórter entregou a camisa para um turista italiano que estava hospedado no resort e pediu o favor de conseguir um autógrafo.

O turista se comprometeu a ficar com a camisa e conseguiu atender o desejo do repórter. Porém, ele não devolveu o manto. E mais: tirou fotos de suas filhas usando a camisa da Juventus e publicou nas redes sociais.

"Esta é a primeira camisa da Juventus assinada pelo CR7! Na verdade, é a primeira camisa da Juventus que Cristiano Ronaldo assinou como novo jogador da Juventus! Sim! Ótimo para estar em férias no belo resort @westincostanavarino e ser capaz de conhecer uma lenda! Obrigado Cristiano pela sua gentileza, muito admirável", escreveu na legenda as imagens.

 

Logo a farsa foi descoberta. O diretor do canal italiano, Michele Criscitiello, contou o episódio e lamentou não estar com a camisa. "Entendemos que a assinatura do jogador com a Juventus foi fechada lá (na Grécia), como efetivamente aconteceu. Queríamos estar presentes ao vivo e ir para casa com um prêmio".

"Vamos denunciar", completou Criscitiello. "E quando recuperarmos a camisa, vamos usá-la para um leilão de caridade", prometeu.

 

 

MAIS SOBRE:

FutebolJuventus de TurimCristiano Ronaldo
Comentários