Uefa pode limitar preços cobrados da torcida visitante na Liga dos Campeões

Problema volta a ser discutido devido a preços cobrados por times ingleses de torcedores adversários na Liga dos Campeões

Relacionadas

A Uefa pensa em criar formas para que o preço dos ingressos oferecidos a torcedores que viajam para acompanhar suas equipes não fiquem caros demais, em todos os torneios organizados pela entidade.

Para tal, a Uefa criou um grupo de estudos no final em 2018, contando com representantes dela própria, de clubes como Bayern de Munique e PSG e da Associação dos Clubes Europeus, organização que conta com 232 clubes afiliados no continente. O grupo deve informar os resultados antes ao Comitê de Competições de Clubes antes do encontro do Comitê Executivo da entidade, em 29 de maio.

“Nós sabemos sobre o problema. Seria bom fazer algo para limitar os preços”, declarou Aleksander Ceferin, presidente da Uefa, em dezembro do ano passado.

O problema voltou à tona nas últimas semanas, com os preços cobrados por times ingleses nas fases decisivas da Liga dos Campeões. A torcida do Bayern de Munique estendeu faixas contra os preços cobrados pelo Liverpool à torcida visitante. Na ocasião, o ingresso para os torcedores alemães custou 48 libras (R$ 267, 68, na cotação atual).

Já o Manchester United irá cobrar 102 libras (R$ 526,32, na cotação atual) de todo torcedor do Barcelona que for ao Old Trafford na primeira partida das quartas de final. Segundo o clube inglês, é uma forma de deixar os ingressos mais baratos para a própria torcida. 

No Campeonato Inglês, proibiu-se no início da temporada 2018-19 que os clubes cobrassem mais de 30 libras (R$ 154,80) nas entradas dos torcedores visitantes.

MAIS SOBRE:

futebolUefa [União das Associações Europeias de Futebol]Liga dos Campeões
Comentários