Valeu, Drogba! Atacante explica razão de não ter ido para o Corinthians

Atacante ainda fala sobre a temporada de Neymar e os três atacante que Tite pode utilizar no comando do ataque da seleção

Relacionadas

No último final de semana, Didier Drogba foi homenageado durante a premiação dos melhores jogadores do Campeonato Francês. No evento, foi questionado pelos repórteres sobre três temas relacionados ao Brasil: a negociação fracassada com o Corinthians, Neymar, e as opções de Tite para o ataque na seleção brasileira.

Segundo o atacante marfinense, outras opções além do Corinthians encaixavam melhor em seu plano para o futuro no início de 2017. "O que aconteceu foi que eles fizeram uma oferta, não foi a única oferta que eu tive. Claro que é um clube grande e eu tenho muito respeito pelo Corinthians e pelos meus irmãos brasileiros, mas eu decidi ir por outro caminho, ser co-proprietário de um clube, agora dou dono de um clube. Minha visão foi a longo prazo, não apenas uma visão de um ou dois anos. Foi por isso que eu decidi ir para os Estados Unidos e abraçar esse desafio", relatou Drogba.

Na ocasião, os dois negociaram, e chegaram a ficar próximos, com uma loja oficial do clube até personalizando uma camisa com o nome do atacante. Contudo, após o término da negociação, o Corinthians divulgou uma nota agradecendo ao atacante por ter ouvido a proposta e dizendo que ele era 'mais um louco do bando'. A nota virou motivo de piada entre os torcedores rivais.

Drogba fez diversos elogios a Neymar. "Eu acho que Neymar é um grande jogador, alguém que eu respeito muito, algumas vezes a gente se fala. Foi uma temporada difícil para ele, porque ele já teve uma Copa do Mundo difícil, voltando muito cedo para jogar, tentando ser competitivo para a equipe nacional. Depois para o PSG, tentando competir, e teve essas lesões que o impediram de ter a melhor performance dele. Mas ele continua sendo um dos melhores do mundo e quando ele está jogando você pode ver a diferença que ele faz para o time em campo", opinou, sobre o atacante.

Outros que foram elogiados pelo ex-atacante foram Gabriel Jesus, Roberto Firmino e Richarlison. "Para mim, é difícil porque eles são colegas, atacantes e cada um tem suas qualidades. Hoje, o Firmino joga um pouco mais e ele também é um pouco mais decisivo, porque ele tem mais oportunidades. Mas eu penso que o Brasil tem muitas chances com os três atacantes. Todos os clubes, todos os treinadores sonhar em ter esse trio no ataque". Os três foram convocados por Tite para a Copa América.

MAIS SOBRE:

futebolDrogbaCorinthiansNeymarGabriel JesusRoberto FirminoRicharlison
Comentários