Vídeo: Gaciba conta sobre as três vezes em que escapou da morte em acidentes

Ex-árbitro relembra os casos no programa Aqui com Benja, da Fox Sports

Relacionadas

Histórias sobre pessoas que, por algum motivo, conseguiram escapar da morte chamam a atenção. Neste domingo, em entrevista para o Benjamin Back, na Fox Sports, o ex-árbitro Leonardo Gaciba contou sobre as três vezes em que quase morreu em acidentes aéreos e de carro.

O atual chefe de arbitragem da CBF relembrou os episódios durante o programa Aqui com Benja. O primeiro relato envolve um acidente de ônibus em Pelotas, do qual escapou por ter ido ao hospital levar pontos. O procedimento fez com que Gaciba perdesse o ônibus.

"No jogo Guarany de Garibaldi contra Aimoré, tomei um soco do massagista de um dos times no fim da partida e aquilo me abriu 7 pontos no olho. Engraçado que aí eu perdi o ônibus que voltaria para Pelotas, que bateu de frente com outro ônibus e morreram nove pessoas", relembra o juiz.

O segundo caso é sobre um acidente bastante conhecido: o da TAM, em 2007, em que a aeronave atravessou a pista do aeroporto de Congonhas e se chocou contra um prédio, explodindo e matando todos os 187 passageiros e tripulantes a bordo do Airbus A-320.

"Eu estava escalado na quarta-feira para o jogo entre Flamengo e Paraná e com passagem emitida para terça-feira, no horário em que aconteceu a tragédia. Eu me arrepio até hoje quando me lembro disso. Aí a CBF trocou o jogo para quinta-feira e a minha passagem passou para quarta", disse o gaúcho.

A terceira situação aconteceu nove anos depois do último susto e envolveu a tragédia com o avião da Chapecoense. "Eu fui convidado pela RBS de Santa Catarina para comentar o jogo como comentarista de arbitragem. Só não fomos porque não tinha lugar na cabine em Medelín, aí acabou indo nossos repórteres. Eu faria o jogo do estúdio. Mas eu estaria naquele voo também". Como todos sabem, o voo da Chape caiu nas proximidades de Medellín e matou 71 pessoas que estavam na aeronave.

MAIS SOBRE:

futebolLeonardo GacibaChapecoenseacidente rodoviárioacidente aéreo
Comentários