Virou caso de polícia: Centurión é denunciado por gesto após sua expulsão

Confusão começou nos minutos finais do clássico argentino pela Copa Libertadores

Relacionadas

Centurión, ex-São Paulo, pode ter que responder na Justiça argentina por seus gestos após a expulsão na noite desta última quarta-feira. A confusão começou nos minutos finais do clássico argentino pela Copa Libertadores, quando o River já vencia o Racing por 3 a 0.

Os jogadores do Racing partiram para cima de Enzo Pérez. Centurión ensaiou uma voadora e acabou expulso, assim como o próprio Pérez. Ao sair de campo, o jogador fez um gesto para provocar os torcedores presentes no estádio Monumental de Núñez.

A mímica fez referência à camisa do Boca Juniors acompanhada de um sinal de ‘4’ com a mão. Em dezembro de 2016, foi ele quem marcou o último gol da vitória sobre o River por 4 a 2 naquele mesmo estádio.

Segundo os jornais argentinos Olé e Clárin, o atacante foi denunciado pela polícia local por "incitação à violência" ao provocar torcedores rivais. 

Ele precisou deixar o campo escoltado pela polícia, a fim de evitar que ele fosse atingido por objetivos que viessem a ser jogados pela torcida da casa.

O jornal Olé, ao pontuar as atuações, deixou o ex-São Paulo com 'nota 2' a pior entre todos os jogadores que entraram em campo. “Centurión, um horror”, entitula a matéria. 

 

MAIS SOBRE:

FutebolCenturiónLibertadores [Copa Libertadores da América]futebol
Comentários