Zé Roberto conta história de quando Oliver Kahn o pegou pelo colarinho

Ex-jogador utiliza caso como exemplo para falar do que faria com Vargas, que perdeu pênalti por cobrar fazendo cavadinha

Relacionadas

Ex-jogador e atual comentarista do programa Seleção SporTV, Zé Roberto criticou muito o chileno Eduardo Vargas, que tentou cobrar um pênalti com cavadinha quando sua seleção perdia por 3 a 0, mas acabou parando nas mãos do goleiro Gallese. Para ilustrar a situação, relembrou um caso em que, por muito menos, foi agarrado pelo goleiro Oliver Kahn, então seu colega de Bayern de Munique.

"Foi uma situação que me pegou de surpresa, porque o Bayern estava jogando no antigo Estádio Olímpico, contra o Frankfurt, estava ganhando de 3 a 1, no segundo tempo, e na época eu jogava pelo setor, lado esquerdo, mas eu era mais um ponta", começou Zé Roberto

"Eu lembro que teve uma situação de ataque e nós fomos contra-atacados, a gente perde a bola, e eu ajudava muito na recomposição também. Eu fui tentar dividir uma bola que foi um cruzamento do time do Frankfurt, e a bola passou e chegou na situação do atacante com o Oliver Kahn, quando o atacante saiu na frente para definir a jogada, ele defendeu", prosseguiu, ressaltando que a jogada não gerou uma mudança no placar.

"Quando ele defendeu, veio na direção do primeiro. Quem era o primeiro que estava na frente dele? Eu. Aí ele me pegou pelo colarinho e me suspendeu, falou: Vocês estão malucos? Estão deixando o cara querer empatar com a gente?", finalizou. Apesar da irritação, não houve maiores consequências.

Zé Roberto utilizou o exemplo para dizer que, se fosse um colega de Vargas, o teria pegado pelo colarinho por causa da displicência na hora de cobrar o pênalti, assim como Oliver Khan fizeram com ele. E isso ressaltando que normalmente é uma pessoa calma.

MAIS SOBRE:

futebolZé RobertoOliver KahnBayern de Munique
Comentários