Aos 25 anos, patinador medalhista olímpico morre esfaqueado no Cazaquistão

Denis Ten ganhou a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Sochi

Denis Ten foi bronze nos Jogos Olímpicos de Sochi, em 2014. Não só isso: o menino de 25 anos foi o primeiro Cazaque a ganhar uma medalha olímpica. No entanto, de acordo com a agência de notícias Zakinform, o patinador morreu esfaqueado em sua cidade natal.

+ Os memes voltaram: são-paulinos provocam líder Flamengo pela derrota

+ Veja lances da briga generalizada no basquete que suspendeu 13 jogadores

+ Após críticas, Neymar entra na brincadeira e se diverte no 'desafio da falta'​

Os relatos feitos por um representando do governo do país contam que tudo aconteceu pois dois homens tentaram roubar os retrovisores de seu carro. "Infelizmente ele não está mais entre nós", disse um porta-voz. 

Ele foi esfaqueado na coxa, na cidade Almaty, e apesar de ter sido levado para o hospital não resistiu aos ferimentos por ter perdido cerca de três litros de sangue. 

O presidente do Comitê Olímpico Internacional, Thomas Bach, também se manifestou sobre o falecimento do patinador. "Denis Ten foi um grande atleta e um grande embaixador de seu esporte. Uma personalidade calorosa e um homem encantador. Uma tragédia perdê-lo em com tão pouca idade", escreveu. 

Outro que falou sobre a morte de Ten foi o Ministro da Cultura e do Esporte do Cazaquistão. "Denis Ten era uma figura incrível da patinação, uma lenda do nosso esporte, nosso orgulho", afirmou Arystanbek Mukhamediuly.

O coreógrafo que trabalhava com ele desde 2015 também usou as redes para falar sobre a tragédia. "Ele foi tão gentil com todos e uma enorme inspiração para mim e para tantas outras pessoas. Assassinado nas ruas do Cazaquistão. Denis, obrigado por nos mostrar como ser um campeão. Seu tempo com a gente foi muito curto. Te amo para sempre", escreveu.

Aos 10 anos, o atleta se mudou para Moscou para treinar em um nível mais alto, depois para o sul da Califórnia para trabalhar com um dos melhores técnicos norte-americanos, Frank Carroll. Em 2013, ele ganhou uma medalha de prata surpresa no campeonato mundial da categoria.

MAIS SOBRE:

OlimpíadaCazaquistão [Ásia]patinaçãohomicídio
Comentários