Cam Newton se desculpa por sexismo: 'Não sejam como eu, sejam melhores que eu'

Quarterback do Carolina Panthers assumiu erro e afirmou que 'aprendeu importante lição'

Relacionadas

Horas depois de perder um de seus patrocinadores, Cam Newton, quarterback do Carolina Panthers, pediu desculpas, na noite desta quinta-feira, 5, pelos seus comentários sexistas direcionados a uma repórter durante uma entrevista coletiva, na véspera. 

"Depois de pensar bastante, eu entendo que as palavras escolhidas por mim foram extremamente degradantes e desrespeitosas às mulheres", declarou Newton em vídeo publicado em suas redes sociais. "Se você se sentiu ofendido pelo que eu disse, eu sinceramente peço desculpas por isso."

 

 

"Sou pai de duas lindas meninas e, na idade delas, eu tento fixar nelas a ideia de que elas fazer e ser tudo o que elas quiserem", continuou. "Durante todo esse processo, eu já perdi patrocinadores, inúmeros torcedores e entendi que a piada realmente sou eu. Aprendi uma importante lição de tudo isso." 

"Para os jovens que assistirem isso, espero que aprendam algo também. Não sejam como eu, sejam melhores que eu", completou. 

 

+ No Brasil e nos EUA, mulheres fazem história em transmissões da NFL

+ Conheça Paula Ivoglo, a primeira comentarista mulher da NFL no Brasil

 

ENTENDA

Nesta quarta-feira, 4, ao ser perguntado por Jourdan Rodrigue, repórter do jornal Charlotte Observer, sobre rotas de passes de um de seus wide receivers, Newton deu risada e ironizou, dizendo ser "engraçado ouvir uma mulher falar sobre rotas"

A discussão não se estendeu, mas a jornalista utilizou as redes sociais para desabafar. "Eu não penso que é 'engraçado' uma mulher falando sobre rotas. Eu penso que é meu trabalho", comentou. 

 

 

Jourdan ainda relatou que, após a coletiva, voltou a falar com Newton, que não se desculpou pelos comentários. "Eu conversei com ele após isso, e foi pior. Eu optei por não compartilhar, porque eu tenho hoje um trabalho para fazer e o qual ele não irá me impedir", colocou ela no Twitter. 

Um dia depois, na quinta, 5, a marca Dannon, da qual Newton era garoto propaganda do iogurte Oikos Greek, anunciou que não seguiria como parceira do jogador. "Estamos chocados e desanimados com o comportamento e comentários de Cam Newton em relação a Jourdan Rodrigue, o que enxergamos como sexistas e depreciativos a todas as mulheres", declarou Michael Neuwirth, diretor de comunicações externas da marca.

 

Confira na íntegra o depoimento de Cam Newton

"Depois de pensar profundamente, eu entendo que minha escolha de palavras foi extremamente degradante e desrespeitosa às mulheres. Para ser honesto, essa não era minha intenção. Se você ficou ofendida pelo que eu disse, eu peço sinceras desculpas. Eu sou um homem que tento ser um modelo positivo em minha comunidade e tento usar minhas plataformas para inspirar os outros. Eu assumo completamente tudo que vem com isso. E o que eu fiz foi extremamente inaceitável. 

Sou pai de duas lindas filhas e, na idade delas, tento fixar nelas que elas podem fazer e ser o que quiserem. Durante todo esse processo, eu perdi patrocinadores e inúmeros torcedores e entendi que a piada na verdade sou eu. Aprendi uma importante lição de tudo isso. Para os jovens que assistirem isso, espero que aprendam algo também. Não sejam como eu, sejam melhores que eu. 

Aos repórteres, jornalistas, mães, super-mães, filhas, irmãs, todas as mulheres ao redor do mundo, eu sinceramente peço desculpas e espero que vocês possam encontrar bondade no coração para me perdoarem. Obrigado." 

MAIS SOBRE:

futebol americanocam newtonNFL [Liga de Futebol Americano]
Comentários