Bola de beisebol acerta criança a 193 km/h e evidencia falta de segurança

Jogo foi interrompido enquanto garota foi atendida e levada para o hospital

Relacionadas

Uma criança teve de ser hospitalizada depois de ser atingida por uma bola de beisebol em partida realizada na última quarta-feira, 20, entre o New York Yankees e o Minnesota Twins. 

A bola rebatida por Todd Frazier viajou a 193 km/h e, como o estádio dos Yankees não tem proteção, foi parar na arquibancada, atingindo uma garotinha. Enquanto a criança foi socorrida, o jogo foi interrompido e os atletas ficaram comovidos com a cena. 

Na noite de quarta-feira, o pai da menina falou rapidamente com a imprensa e quando perguntado se ela precisaria de cirurgia, respondeu sem dizer o nome da menina: "É muito cedo para saber. Ela está indo bem, apenas mantenham em seu pensamento", disse

"Foi terrível. Fiquei abalado. Espero que ela esteja bem. É algo que eu nunca gostaria de ter acontecido", disse Frazier em entrevista à ABC

"Nós insistimos para que coloquem redes. Em primeiro lugar não se deve trazer crianças para esses lugares mais baixos. Em segundo lugar, todos os estádios precisam de redes. Não podemos nos preocupar com a visão dos torcedores e outras coisas. Isso é uma questão de segurança, afirmou Brian Dozer, jogador do Minnesota, que perdeu a partida por 11 a 3. 

 

 

MAIS SOBRE:

beisebolNew York YankeesEsporte
Comentários