Cairo Santos e o sonho de ser o primeiro brasileiro vencedor do Super Bowl

Jogador do Kansas City Chiefs realizou treino com fãs em São Paulo

Relacionadas

O brasileiro Cairo Santos, de 25 anos, teve no último ano sua melhor temporada desde que chegou a principal liga de futebol americano (NFL), em 2014. O kicker do Kansas City Chiefs acertou 31 de 35 chutes, sendo sua melhor marca um 'field goal' de 54 jardas, quase 50 metros. Os Chiefs chegaram até a semifinal da Conferência Americana (AFC), mas acabaram perdendo para os Steelers, por 18 a 16.  Após bater na trave, Cairo pretende chegar ainda mais longe e, assim, conseguir um feito inédito: ser o primeiro brasileiro campeão da NFL.

"O nosso objetivo é chegar no Super Bowl. Esse é o meu foco e de todos na equipe", disse o brasileiro que volta a entrar em campo no dia 7 de setembro, para enfrentar ninguém menos que os campeões da última temporada, o New England Patriots, de Tom Brady.  

Cairo Santos deixou o Brasil em 2007, quando decidiu estudar um ano de high school na cidade de St. Augustine, no estado da Flórida. Naquela época, ainda sonhava em ser jogador de futebol de salão ou de campo. Porém, quando chegou aos Estados Unidos, os colegas perceberam que ele tinha um chute potente e o convidaram para ser o kicker do time. A experiência deu tão certo que ele conseguiu mais tarde uma bolsa na Universidade de Tulane, localizada na cidade de Nova Orleans, no Estado de Luisiana.

"Eu não conseguiria jogar em nenhuma posição, porque não tenho o porte físico necessário. E o fato de ser brasileiro ajudou, sim, a conseguir a posição de kicker, porque sempre faziam essa relação", afirmou Cairo, que chegou a ser escolhido o melhor kicker da liga universitária, antes de assinar com o Kansas City Chiefs. 

Cairo acredita que seu sucesso na principal liga de futebol americano serviu para abrir portas para que mais brasileiros sigam o seu caminho. O atleta chegou a citar o caso do Rafael Gaglianone, que atua na mesma posição que ele na tradicional Universidade de Wisconsin. "Há um certo investimento de ter que ir para os Estados Unidos, mas a minha trajetória mostra que não é impossível", enfatizou

O sonho de um dia ser jogador profissional de futebol americano e a possibilidade de conhecer Cairo Santos fez com que 200 pessoas participassem neste sábado, 22, de um treino aberto realizado no Nacional Atlético Clube, em São Paulo.

O 'camp' teve como foco as posições que integram os times especiais do futebol americano, nas posições de kicker, punter, long snapper, returner e holder. A estrutura foi composta por 7 estações, onde os participantes faziam um rodízio em cada uma por cerca de 20 minutos. Essa é a segunda vez que o brasileiro organiza esse dia de treinamento. Em 2016, o evento foi realizado no Estádio do Canindé e reuniu 180 atletas de 40 cidades. 

"Aprendi muito hoje, o Cairo deu várias dicas. Foi uma ótima experiência conhecer ele", disse Luiz Protasio, que joga no Sada Cruzeiro e acertou um chute de 42 jardas no desafio proposto ao final do treino.

MAIS SOBRE:

futebol americano
Comentários