Ceará e Fortaleza reeditam 'Clássico-Rei' na venda de álcool em gel

Cada uma lançou seu próprio produto licenciado e as vendas mostraram resultados expressivos

Relacionadas

Em meio à pandemia do novo coronavírus (COVID-19), campeonatos estaduais brasileiros estão sendo paralisados. No Ceará, não foi diferente. Na última terça-feira (17), a Federação Cearense de Futebol (FCF-CE) confirmou a suspensão da competição por tempo indeterminado. Embora a bola não esteja rolando dentro das quatro linhas, Fortaleza e Ceará estão protagonizando um duelo que tem acirrado ainda mais a rivalidade entre as duas equipes.. 

A procura por álcool em gel disparou nos últimos dias e as equipes cearenses não perderam tempo. Ambas licenciaram o seu próprio produto. O feito fez com que o número de vendas dos álcoois em gel licenciados atingisse, nos primeiros 15 dias do mês de março, números superiores à soma das vendas de janeiro e fevereiro. 

Ao todo, foram vendidas quase dez mil unidades do produto e, de acordo com Bruno Debortoli, representante da empresa que mediou o contato entre a produtora de álcool em gel e os clubes, o sucesso da parceria se encontra na mentalidade flexível das equipes, que não se restringem a venda em suas lojas oficiais. 

“Uma particularidade de ambos os clubes, é que eles enxergam no varejo um grande potencial de vendas e não ficam presos à venda de produtos licenciados somente em suas lojas oficiais, aumentando assim a capilaridade na distribuição e atingindo pontos de venda ainda pouco explorados pelo mercado do futebol, como supermercados, farmácias e grandes varejistas”, disse.

Por enquanto, o “Clássico-Rei” permanecerá fora dos gramados, contudo, contra um inimigo comum: o novo coronavírus. Quando for possível restabelecer os duelos dentro de campo, as equipes não terão vida fácil.  O Fortaleza se encontra na segunda colocação do Cearense, com 12 pontos, um a mais que o Vozão, na terceira colocação, com 11. 

MAIS SOBRE:

Fortaleza Esporte ClubeCeará Esporte Clubecoronavírus
Comentários