Ciclista australiano que foi prata no Rio é acusado de vender ecstasy

Jack Bobridge, ex-campeão mundial e prata na Rio-2014, chegou a ser preso mas pagou fiança

Relacionadas

O australiano Jack Bobridge, ex-campeão mundial de ciclismo contra-relógio sub-23 em 2009 e prata nas Olimpíadas de Londres-2012 e do Rio-2016 na modalidade de competição individual, foi preso em sua casa em Perth, na Austrália, acusado de vender grande quantidade de ecstasy.

Bobridge, de 28 anos, que anunciou a aposentadoria das competições logo após os Jogos do Rio, por causa de uma artrite, passou uma noite na cadeia e pagou fiança.

Ele teve que entregar o passaporte e vai responder processo por ter, segundo a polícia, vendido grandes volumes da droga entre março e julho deste ano.

A operação, na casa do ex-atleta, contou até mesmo com o auxílio de cães farejadores e encontrou drogas no valor de 1 milhão de ddólares australianos. Outras pessoas foram presas e a operação recebeu grande destaque na mídia do país.

MAIS SOBRE:

ciclismoCiclismo
Comentários