Como provocação, torcedor come peixe cru após bicampeonato de hóquei

Sobre o Nashville Predators, Pittsburgh Penguins é campeão pelo segundo ano seguido da NHL

Relacionadas

Pelo segundo ano seguido, o Pittsburgh Penguins se tornou campeão da Stanley Cup, como é conhecida a grande final da National Hockey League (NHL), a liga norte-americana de hóquei no gelo. A comemoração do bicampeonato contou com uma cena um tanto incomum e, ao mesmo tempo, nojenta. 

Um torcedor dos Penguins foi filmado comendo um peixe-gato cru enquanto segurava uma réplica do troféu da competição. Num primeiro momento, ele hesita um pouco e, com os gritos dos outros torcedores, ele toma coragem e devora o animal. 

 

 

We go live to Pittsburgh where they're eating catfish

Uma publicação compartilhada por Spittin' Chiclets (@spittinchiclets) em

 

A atitude dele foi uma provocação ao Nashville Predators, rival que os Penguins derrotaram na final por 4 jogos a 2, cujos torcedores têm como costume jogar peixes-gatos mortos no ringue depois que a franquia marca um gol.

Isso aconteceu, por exemplo, no Jogo 1 da decisão, disputado na PPG Paints Arena, casa do Pittsburgh. O torcedor Jacob Waddell entrou com o peixe escondido na calça e o jogou no início do segundo período, quando os Predators perdiam por 3 a 0. Ele foi expulso do ginásio e, logo depois, preso pela polícia local, acusado de conduta desordenada, perturbação de reunião e posse de instrumentos de um crime, que, no caso, era um peixe morto. 

Após o caso criar uma polêmica entre as cidades e os torcedores de Nashville e Pittbsburgh, Waddell foi liberado pelas autoridades. Em provocação, os Predators passaram a vender camisetas com o desenho de um peixe-gato com a inscrição "instrumentos de crime". 

 

 

MAIS SOBRE:

hóquei no gelonhlpittsburgh penguinsnashville predatorsstanley cup
Comentários