Despedida de Falcão tem polêmica com bola verde e substituição do árbitro

O placar de 0 a 0 na prorrogação garantiu o 12º título paulista para o Corinthians

Relacionadas

Maior jogador de futsal de todos os tempos, Falcão se aposentou na última quinta-feira, pelo Sorocaba, na final da Liga Paulista. Apesar de perder por 5 a 3, o Corinthians venceu a primeira partida e ficou com o título. Além da despedida do craque, dois fatos curiosos chamaram a atenção dos internautas que assistiam ao 12º título paulista para o clube alvinegro. 

Logo no início da partida, no primeiro minuto após o apito inicial, a primeira confusão: a decisão foi paralisada por um problema com a bola do duelo. Jogando com o domínio, o time alvinegro protestou sobre a cor da bola oficial da competição, que é verde, - cor do rival Palmeiras.

A reclamação fez com que trocassem o objeto por um com detalhes em laranja. No entanto, o time do Sorocaba também não gostou da mudança por afirmar que confundia com a equipe, que joga com o uniforme dessa mesma cor, e que a bola era ruim. "Tem a bola, pula demais, parece que tem um coelho dentro", concordou Wilde, camisa 13 do Corinthians.

O Corinthians, então, sugeriu usar a bola do ano passado, o que não foi aceito pelos visitantes que alegaram estar treinando com a nova edição do objeto. Por fim, a vontade dos donos da casa prevaleceu e, apesar do protesto, inclusive, do craque Falcão, o duelo não foi disputado com a bola esverdeada. 

O árbitro Emerson Fernandes Rorato machucou o joelho após o pivô Douglas Nunes cair em sua perna. Como os mesários não assumiram o apito, o jogo ficou paralisado por 1h15, até a chegada de Felipe Ventura. No regulamento, a outra opção era chamar um torcedor presente na quadra para arbitrar o confronto.

"O que a regra estabelece é que um oficial de mesa deve assumir. Só não sabemos afirmar se ele está preparado. Devemos certamente ter árbitro aqui na arquibancada. Nós vamos recorrer a um árbitro que está no local. Nós não temos a figura de um árbitro reserva, lamentavelmente", afirmou o presidente da Liga Paulista de Futsal, Laércio Graça, em entrevista à rede Globo

 

MAIS SOBRE:

FutsalCorinthiansSorocaba [SP]futsal [futebol de salão]Falcão [futebol]
Comentários