Diretor do Corinthians é acusado de ter espancado atleta do futebol americano

Fato teria ocorrido em janeiro; ação do atleta contra o clube e contra dirigente corre na Justiça de São Paulo

Relacionadas

Uma confusão em uma partida de futebol americano do time do Corinthians envolvendo um diretor do clube e um atleta foi parar na Justiça. De acordo com o relato do jogador Gabriel Hassani André, o dirigente Ricardo Trigo teria invadido uma partida e o agredido com socos no rosto.

Segundo o relato do portal ESPN.com.br, o jogador diz que o dirigente "entrou em um jogo da equipe e o espancou". Em sua página oficial no Facebook, o atleta classificou a experiência de "dolorosa".

"No dia 22 de janeiro de 2017, o autor da ação (Gabriel) jogava uma partida no clube quando discutiu com um atleta do outro time. O réu Ricardo Trigo, diretor do Corinthians, se dirigiu ao autor batendo em seu peito, o autor virou as costas e saiu. Porém, o segundo réu foi atrás dele e passou a desferir diversos socos em seu rosto", diz um trecho da ação do atleta, contra o clube e contra o diretor, para reparação de danos.

Trigo foi procurado pela reportagem da ESPN, que não conseguiu contato com o diretor.

"As pessoas que estavam ali seguraram Ricardo Trigo, inclusive o pai de Gabriel, e ficaram estarrecidos com a atitude do Sr. Ricardo com um garoto", continua o processo, que corre na Justiça de São Paulo.

A equipe de futebol americano Corinthians Steamrollers disputa, atualmente, o campeonato paulista da modalidade, o São Paulo Football League (SPFL) e é líder do grupo B.

MAIS SOBRE:

futebol americanoCorinthiansFutebol Americano
Comentários