Dirigente esportivo é preso na Argentina por desrespeitar quarentena

CEO de time de rúgbi retornou do Chile e não cumpriu o isolamento

O CEO do time argentino Ceibos Rugby, Fernando Riccomi, foi preso na noite da última quarta-feira por não ter respeitado a quarentena após retornar do Chile, onde a equipe enfrentou o Selknam Rugby. Os jogadores, por sua vez, estão isolados em Córdoba antes de voltarem a suas respectivas casas.

Relacionadas

De acordo com a imprensa argentina, agora são 18 presos no país por descumprimento da quarentena obrigatória. Assim como no Brasil, cidadãos que chegam de viagem precisam ficar dez dias isolados para evitar propagação do novo coronavírus.

Em entrevista à Radiópolis, da Argentina, o promotor Gustavo Ponce criticou as pessoas que não estão cumprindo a quarentena. "Eles não podem justificar que não sabiam, 90% dos que estão detidos em prisão domiciliar pela situação atual são pessoas que tiveram a oportunidade de passar por todas as etapas da educação formal. Além disso, foram avisados pelas autoridades nas fronteiras. O grau de indolência e irresponsabilidade é surpreendente."

 

MAIS SOBRE:

rúgbiArgentina [América do Sul]coronavírus
Comentários