Arena de hóquei desativa banheiros femininos e causa revolta no Canadá

Fato abriu discussão sobre discriminação contra mulheres no esporte

Relacionadas

As torcedoras do Edmonton Oilers, equipe profissional de hóquei no gelo baseada em Edmonton, Canadá, que disputa atualmente a Divisão do Pacífico da NHL (National Hockey League, que reúne equipes norte-americanas e canadenses) tiveram uma surpresa desagradável ao comparecer ao ginásio Rogers Place para assistir à partida da equipe neste fim de semana: havia apenas um banheiro para mulheres.

As fãs da equipe - muitas foram ao Twitter reclamar - ficaram chateadas por não terem sido informadas da decisão com antecedência e algumas disseram que o tempo de espera era de meia hora. Confira:

A razão causou ainda mais revolta: vários banheiros femininos foram desativados e convertidos para banheiros masculinos, o que abriu um debate sobre a hostilidade que as mulheres muitas vezes enfrentam no mundo do esporte. Chegou até a ser noticiado no The Guardian.

Como os homens também reclamavam de filas, a equipe optou pela decisão mais simples: priorizou os homens em vez das mulheres. "Quando você compra um bilhete, você deve esperar para ter acesso a um banheiro", afirmou Kathryn Anthony, um dos torcedores"É injusto, e isso faz com que as mulheres se sintam indesejadas."

O clube não se manifestou sobre o assunto.

MAIS SOBRE:

discriminação hóquei
Comentários