Escassez de combustível no México pode deixar Super Bowl sem guacamole

Aperitivo é uma das tradições da final da liga de futebol americano dos Estados Unidos

Relacionadas

Espectadores do Super Bowl, a final da liga de futebol americano dos Estados Unidos, podem ficar sem guacamole este ano se produtores de abacate do México não conseguirem enviar a fruta aos Estados Unidos devido a uma prolongada escassez de combustível.

Todos os anos, produtores mexicanos exportam milhares de toneladas de abacate no início de fevereiro para os Estados Unidos, onde o guacamole é um aperitivo tradicional durante o domingo do Super Bowl.

Entretanto, os esforços do governo mexicano para conter anos de crescente roubo de combustível desencadeou uma escassez de semanas que prejudicou os estoques de diversos Estados no centro e oeste do México. Entre esses Estados está Michoacán, o maior produtor de abacate do país. Produtores da região esperam exportar 120 mil toneladas de abacate para o Super Bowl, 20 mil toneladas a mais do que no ano passado.

"Nossas três semanas mais importantes do ano são essa e as duas próximas. É quando nós exportamos para a semana do Super Bowl", disse Ramón Paz, porta-voz da associação de produtores e exportadores de abacate do México (Apeam). "Nós temos entre agora e 24, 25 de janeiro para exportar todo esse volume. Se não exportarmos (até lá), não poderemos fazê-lo depois", completou.

Até agora, 27 mil toneladas foram enviadas aos Estados Unidos para o Super Bowl, que será realizado no dia 3 de fevereiro em Atlanta, Georgia. A final da liga nacional de futebol americano (NFL) é a transmissão mais assistida da TV norte-americana no ano, frequentemente atraindo mais de 100 milhões de espectadores./ Com informações da agência Reuters

 

 

MAIS SOBRE:

futebol americanoSuper Bowl
Comentários