Estudantes se fantasiam de goleiro Bruno e Macarrão e geram revolta nas redes

Jovens usaram vestimenta em uma festa do Instituto Federal do Sul de Minas Gerais

Relacionadas

Duas fantasias usadas em uma festa universitária na última quinta-feira causaram polêmica dentro e fora do Instituto Federal do Sul de Minas, em Inconfidentes. Dois jovens optaram por usar um traje em referência ao goleiro Bruno e Macarrão, condenados pela morte de Eliza Samúdio, em 2010.

Na imagem publicada no Instagram de um deles, um dos estudantes aparece segurando um saco preto com o nome da vítima. Ele usa luva de goleiro. Na publicação, o outro menino colocou como legenda da foto a expressão "fantasia-raiz".

Diante da repercussão (negativa), um dos jovens se manifestou sobre a escolha. "A infeliz tentativa de propor uma fantasia ontem não teve como intuito fazer apologia ao feminicídio ou qualquer tipo de agressão à mulher", comentou. 

Um coletivo feminista discorda. "Dez anos depois do assassinato, alguns homens acharam legítimo se fantasiar do caso e retratar Eliza como lixo. Feminicídio não é piada, não é fantasia", afirmam. "Como uma pessoa faz uma piada dessa?", questiona uma internauta. "Nojo. Feminicídio não é piada, é coisa séria", afirma outra.

O instituto federal onde os dois estudam também divulgou uma nota de repúdio. 

 

MAIS SOBRE:

GeralInconfidentes [MG]Minas Gerais [estado]InstagrammulherfeminicídioGoleiro Brunofantasia
Comentários