Fisiculturista morre após corpo rejeitar dieta com excesso de proteína

Mãe da jovem alertou sobre a necessidade de procurar médicos antes de usar suplementos

Relacionadas

Meegan Hefford, de 25 anos, foi encontrada inconsciente em seu apartamento na Austrália no dia 19 de junho. Ela chegou a ser levada ao hospital, mas não resistiu. Agora, quase 2 meses depois, autoridades locais revelaram as causas da morte da fisiculturista: uma “dieta excessiva de proteína". 

Meegan estava treinando arduamente para uma competição, desconhecendo que sofria de uma doença genética rara que impedia seu corpo de quebrar a proteína ingerida de forma adequada e fazia acumular nitrogênio em forma tóxica de amônia em seu corpo.  O acumulo de amônia na corrente sanguínea e fluido em seu cérebro, acabou levando a jovem à perda de função cerebral.

“Não havia jeito de saber que ela tinha isso, porque não há uma rotina de testes para isso”, disse Michelle White, mãe da fisiculturista morta. “Existem médicos para se consultar quando se procura por suplementos, mas quantas pessoas jovens fazem isso realmente”? alertou. 

 

 

Being strong is the only option right now! #onlyoption #fallbutgetthefuckup #queenofmyownworld #betternotbitter

Uma publicação compartilhada por • MEEGAN HEFFORD • (@meeganheff) em

MAIS SOBRE:

fisiculturismoAustrália [Oceânia]Dieta Alimentar
Comentários