Instituto Tiago Camilo arrecada 300 mil reais em leilão beneficente

Prancha de Gabriel Medina arrematou o maior valor, 20 mil reais; camisa e chuteiras de Neymar faturaram 11 mil

Relacionadas

O Instituto Tiago Camilo realizou na noite da última terça-feira, leilão beneficente para arrecadar fundos para a construção da nova sede em São Paulo. A associação sem fins lucrativos oferece a prática de judô para crianças de comunidades carentes e arrecadou, com o evento, 300 mil reais. O investimento total necessário para o novo Instituto é de 4 milhões. 

O maior valor oferecido nos lotes leiloados foi de 20 mil reais, na prancha do bicampeão mundial Gabriel Medina comprada pelo empresário Cláudio Monteiro, que também arrematou a camiseta da seleção brasileira e chuteira autografadas por Neymar, no valor de 11 mil reais. 

 

Além destes, foram comprados itens de Bia Doria, Eduardo Kobra, Gustavo Kuerten, Bob Burnquist, Ana Hickmann, Rycardo Guedes, Dante, Lucarelli, Instituto Ayrton Senna, Magic Paula, Hortência, César Cielo, Daniel Dias, Thiago Pereira, banda Maneva, Varejão, Pepe, Mengálvio, Lima, Lu Make Up, Rubinho Barrichelo, Ricardinho Maurício, entre outros.

O judoca medalhista olímpico, Flávio Canto, esteve no evento e destacou a importância do projeto. “Acompanhei desde o início todo o processo do Tiago, então estou muito feliz em estar aqui testemunhando esse crescimento. Nós atuamos em projetos parecidos, como o meu Instituto Reação. Nós estamos no mesmo lugar, acreditando em um esporte transformador para contribuir em um mundo melhor, mobilizando equipes de diferentes segmentos, não são só o judô”.

 

Gustavo Borges também participou deste momento marcante para o Instituto. “Eu vim para prestigiar o evento, pois acompanho o Tiago e conheço o projeto dele. Sei da dificuldade que é montar uma estrutura e uma entidade como esta...O esporte trabalha a educação e um evento como este conscientiza as pessoas sobre a necessidade de investimento demandada por projetos deste meio.", disse o nadador.

 

MAIS SOBRE:

judôTiago Camiloleilão
Comentários