Campeão do Super Bowl não voltará para novo ano da NFL devido à pandemia

Formado em medicina, Laurent Duvernay-Tardif tem ajudado no combate à covid-19 em hospital de Montreal

Relacionadas

Jogador do time ofensivo do Kansas City Chiefs, franquia campeã do último Super Bowl, o canadense Laurent Duvernay-Tardif divulgou em suas redes sociais que não irá disputar a próxima temporada da NFL. Formado em medicina, o jogador passou os últimos meses na linha de frente de combate ao coronavírus em um hospital em Montreal, no seu país natal.

No comunicado que divulgou nas redes sociais, Duvernay-Tardiff explica que confia nos protocolos criados para a retomada da liga de futebol americano e no corpo médico do Kansas City Chiefs, mas que, se for para correr riscos, fará isso ajudando os pacientes.

"Esta é uma das decisões mais difíceis que tive que tomar na minha vida, mas devo seguir minhas convicções e fazer o que acredito ser certo para mim. Estar na linha de frente durante esse período me deu uma perspectiva diferente sobre essa pandemia e o estresse que ela exerce sobre os indivíduos e nosso sistema de saúde. Não posso me permitir transmitir potencialmente o vírus em nossas comunidades simplesmente para praticar o esporte que amo", justificou. Você pode ver a carta inteira no final da matéria.

Duvernay-Tardif é jogador do Kansas City Chiefs desde 2014, sendo a única franquia pela qual atuou na carreira. Formado em medicina desde 2018, o atleta ainda não tem licença para exercer a profissão por não ter feito a residência nem escolhido a especialidade. Contudo, o Canadá recrutou até mesmo estudantes de medicina para ajudar na linha de frente do combate à covid-19, e Duvernay-Tardif entrou em contato com o Chiefs para saber se poderia ajudar - a franquia o apoiou na decisão.

Confira o comunicado completo de Laurent Duvernay-Tardif

Dada a crise sanitária mundial que estamos enfrentando atualmente, a NFL e a NFLPA (Associação de Jogadores da National Football League) concordaram com protocolos significativos de saúde e segurança para proteger os jogadores. Não há dúvida de que a equipe médica do Chiefs elaborou um plano abrangente para minimizar o risco à saúde associado à covid-19, mas alguns riscos permanecerão.

Esta é uma das decisões mais difíceis que tive que tomar na minha vida, mas devo seguir minhas convicções e fazer o que acredito ser certo para mim. É por isso que decidi aceitar a Opt Out Option (opção de exclusão) negociada pela liga e pela NFLPA e oficialmente optar por ficar fora da temporada da NFL em 2020.

Estar na linha de frente durante esse período me deu uma perspectiva diferente sobre essa pandemia e o estresse que ela exerce sobre os indivíduos e nosso sistema de saúde. Não posso me permitir transmitir potencialmente o vírus em nossas comunidades simplesmente para praticar o esporte que amo. Se eu correr riscos, farei isso cuidando dos pacientes.

Quero agradecer a todos da organização Kansas City Chiefs pelo apoio e compreensão.

Fiquem seguros.

MAIS SOBRE:

futebol americanoKansas City ChiefsSuper Bowl
Comentários