NFL sofre pressão dos atletas e suspende obrigação de ficar de pé durante o hino

Liga de futebol americano apresentou nova decisão após manifestação da Associação de Jogadores

A NFL, liga de futebol americano, suspendeu na noite desta quinta-feira a obrigação dos jogadores de ficar de pé durante o hino nacional dos Estados Unidos antes das partidas. A decisão veio após uma manifestação da Associação de Jogadores.

+ Grécia, Maldivas... veja como os jogadores estão aproveitando suas férias

+ Sem clube, lateral que ganhou chuteira de R. Gaúcho cogita leilão

+ França reage a apresentador de TV que disse que 'África venceu a Copa'

A entidade ainda terá reuniões confidenciais nas próximas semanas para encontrar uma solução para a polêmica. O novo comunicado chega dois meses após a NFL ter informado que os times seriam multados pelo comportamento dos jogadores.

"Na próxima temporada, todos os funcionários da liga e as equipes terão de ficar em pé e mostrar respeito pela bandeira e pelo hino. Os que escolherem não homenagear o hino podem ficar no vestiário", afirmou o comissário da NFL, Roger Goodell, em maio.

A polêmica teve inicio no fim da temporada passada, quando jogadores de várias equipes decidiram ajoelhar durante a execução do hino nacional para protestar contra a violência policial contra os afro-americanos, um movimento iniciado por Colin Kaepernick.

As manifestações chegaram a inginar até o presidente dos Estados Unidos Donald Trump, que chegou a pedir que os donos das equipes demitissem os jogadores que se ajoelhassem por considerar o ato uma ofensa ao país.

 

MAIS SOBRE:

NFLNFL [Liga de Futebol Americano]basqueteprotesto
Comentários