No gelo: maratonistas encaram prova de 42 km a -30ºC no Ártico

Edição 2017 da North Pole Marathon foi vencida por polonês; título da prova feminina ficou com francesa

Relacionadas

Um grupo de 50 corredores encarou uma maratona de 42,2 km há alguns dias. Nada demais até aí, não fosse o fato de a prova ter sido disputada em pleno Oceano Ártico congelado, a -30°C (sim, 30 graus abaixo de zero).

Foi mais uma edição na North Pole Marathon, promovida pela FWD, no Campo de Gelo Barneo. O polonês Piotr Suchenia foi o primeiro a cruzar a linha de chegada depois de 4 horas, 6 minutos e 34 segundos, e na prova feminina a francesa Frederique Laurent triunfou com um tempo de 6 horas, 21 minutos e 3 segundos.

Correr nessas condições requerer cuidados bastante especiais, como o uso de balaclavas, óculos de proteção, luvas (para evitar queimaduras causadas pela neve e gelo), além de várias camadas de tecido térmico. Uma barraca estava à disposição daqueles que precisavam de bebidas quentes, lanches e aquecimento.

Neste ano, além do frio, os corredores também enfrentaram uma neve suave e pequenas saliências resultantes do choque de placas de gelo.

"Provavelmente foi a coisa mais exigente que eu já fiz mentalmente, fisicamente não foi a pior, eu só não consegui estabelecer um ritmo na neve suave", contou o corredor Gareth Evans.

MAIS SOBRE:

maratonaMaratonaAtletismo
Comentários