Patinadora americana é acusada de ferir rival de propósito antes de Mundial

União Internacional da Patinação não vê intenção no ato e pede solução pacífica

Relacionadas

Uma atleta sul-coreana e uma americana são protagonistas em uma briga na patinação artística. Lim Eun Soo, de 16 anos, acusa Mariah Bell, de 22 anos, de tê-la cortado de propósito durante os treinos para o Mundial do Japão, que foi disputado em Saitama, neste mês de março.

Pessoas que trabalham com Soo afirmam que, quando a coreana estava saindo da pista e Mariah, a próxima na lista, entrando, a americana chutou e cortou a panturrilha da adversária com a lâmina dos patins.

Mariah teria entrado no ringue e começado a se aquecer sem se desculpar pelo que acabara de acontecer. A União Sul-Coreana de patinação fez uma reclamação sobre o assunto para a União Internacional de Patinação (ISU, na sigla em inglês).

A entidade mundial do esporte, então, divulgou uma nota sobre o assunto em que afirma ter recebido apenas uma reclamação verbal, mas não uma queixa formal sobre o assunto, e que, com base nas evidências a que teve acesso até o momento (o que inclui um vídeo), não há prova de que Bell tenha machucado a rival intencionalmente. Por isso, a ISU pede que as patinadoras e seus representantes resolvam a questão de forma amigável.

Casos parecidos com este já aconteceram anteriormente na patinação. No mais famoso, Jeff Gilooly, então marido da patinadora Tonya Harding, quebrou a perna de uma concorrente de sua esposa, Nancy Kerrigan, com um bastão de metal, em janeiro de 1994.

MAIS SOBRE:

patinação artística
Comentários