Tom Brady envia vídeo para cearense com câncer que não pôde ir ao Super Bowl

Gilson Gomes se emocionou e agradeceu o ídolo pela mensagem de apoio

Relacionadas

Gilson Gomes é fã de futebol, mas não aquele que se joga com os pés. O brasileiro ama futebol americano e tem como seu maior ídolo Tom Brady. Lutando com um câncer há seis anos, o torcedor do New England Patriots chegou a conseguir ingressos para ir ver o Super Bowl, mas precisou desistir por recomendação médica.

Em 2019, o cearense decidiu interromper o tratamento de quimioterapia e realizar seu sonho de ver de pertinho o maior evento do futebol americano. No entanto, uma matéria do Tribuna do Ceará conta que a doença evoluiu e ele soube às vésperas da viagem que não conseguiria assistir a tão esperada final da NFL

"Estou em fase praticamente terminal de câncer. Seis anos que estou batalhando, a medicação não está mais surtindo efeito e estou suspendendo a quimioterapia. Estou à espera de um milagre. Decidi que queria realizar um sonho, que seria conhecer o Patriots", contou Gilson ao portal.

Apesar de não conseguir assistir o jogo in loco, seus amigos e familiares não desistiram e correram atrás de conseguir uma surpresa para Gilson. Depois de telefonemas, e-mails e tentativas pelas redes sociais a mensagem chegou até Gisele Bündchen, mulher do quarterback. 

No vídeo, a explicação: "se você não pôde ir até o Tom Brady, nós trouxemos ele até você". É então que Tom Brady aparece dizendo "Oi, Gilsinho! Obrigado por todo o seu apoio, eu gostaria que você tivesse conseguido ir ao Super Bowl este ano". 

"Eu entendo todas as coisas difíceis que você está passando, mas, aguente firme, meus pensamentos e orações estão com você. Eu espero que você consiga ir ao Super Bowl ano que vem e espero ganhar de novo. Que Deus te abençoe", conclui o camisa 12. 

Ao ver o vídeo, o torcedor respondeu com uma mensagem de agradecimento. Destacando que chorou ao receber a surpresa, Gilson diz esperar conseguir chegar até o ano que vem. "Eu sei que você vai conseguir, não sei se eu vou, mas se não conseguir vou ser um anjo torcendo por para que você chegue aos dez Super Bowls", conta.

 

MAIS SOBRE:

futebol americanoTom BradySuper BowlNFL [Liga de Futebol Americano]Gisele Bündchencâncer
Comentários