Americano aplica chute giratório e consegue nocaute incrível no UFC, assista

Joaquin Buckley recebeu elogios de Dana White, presidente do UFC, e de lutadores como Adesanya, Gaethje e Cormier

Relacionadas

O norte-americano Joaquin Buckley acabou se tornando a inesperada estrela da noite no UFC na noite deste sábado ao aplicar um dos nocautes mais incríveis da história da organização contra Impa Kasanganay. Até então com apenas uma luta pela organização (uma derrota), Buckley teve seu golpe elogiado pela organização e por outros lutadores.

A 2.03s do fim do segundo round da luta, Kasanganay segurou a perna de Buckley no alto. O norte-americano viu uma brecha e aplicou o golpe. O adversário foi ao solo imediatamente e o juiz encerrou o embate. Veja no vídeo.

No Twitter, Dana White questionou se este seria o maior nocaute de todos os tempos no UFC. Daniel Cormier foi igualmente efusivo. "Quer dizer, eu já vi algumas coisas no MMA, mas este pode ser o nocaute mais louco de todos os tempos! Esse cara tem algum dinheiro bônus vindo em seu caminho", escreveu nas redes sociais. Israel Adesanya também afirmou que o chute valia o dinheiro e Justin Gaethje definiu como o melhor nocaute de 2020.

Após a luta, Buckley explicou o que fez. "Estava aberto. Eu vi que ele ainda tinha minhas pernas, mas eu podia me balançar com ele agarrando meu pé, então só girei e chutei. Eu mirei, disparei e consegui o resultado que precisava. Eu sabia que o tinha acertado, mas não se o tinha nocauteado até que ele apagou e eu disse que era game over", contou.

Buckley ainda afirmou que treina esse movimento, com a diferença de que ninguém o segura, e pediu o dinheiro de bônus por melhor atuação e melhor luta da noite para Dana White.

MAIS SOBRE:

MMA [artes marciais mistas]UFC [Ultimate Fighting Championship]Joaquin BuckleyImpa Kasanganay
Comentários