Lutador americano promete calar torcida brasileira: 'Demian Maia é passado'

Colby Covington declarou que que será fácil vencer rival no combate em São Paulo

Relacionadas

Uma das maiores promessas da categoria dos meio-médios, Colby Covington chega ao Brasil no fim de outubro para enfrentar Demian Maia no UFC São Paulo, naquela que será a maior luta de sua carreira. Tido como um dos maiores provocadores da divisão, o norte-americano garantiu que não tem tido dificuldades para treinar contra Demian, que vem de derrota para o campeão da divisão, Tyron Woodley.

Em entrevista ao site norte-americano MMA Junkie, Covington disse que Demian é o "passado" e que, no dia 28 de outubro, ele irá calar todos os brasileiros que torcem para o faixa-preta de jiu-jitsu.

"Eu sou o dono dessa divisão. Eu sou o vilão e estou bem com isso. Já espero que os fãs me odeiem. Não me importo com eles. Isso não é sobre os fãs. Isso é sobre eu ser o melhor lutador do mundo - e eu sei que sou. Sou o número um da divisão. Tyron Woodley é um campeão de papel, falso. Demian Maia é o passado e eu vou calar a boca dele e de todos os torcedores brasileiros no UFC São Paulo", disparou o norte-americano, garantindo que o plano de luta do brasileiro não o impressiona.

"Ele só tem um truque. Todos sabem o que ele vai fazer. Não é difícil eu me preparar para um cara como ele com as armas que tenho. Ele vai tentar me quedar, pegar minhas costas e me finalizar, mas isso não vai acontecer. Meu wrestling está em outro nível e minha trocação também", encerrou Covington.

MAIS SOBRE:

lutasUFC [Ultimate Fighting Championship]Tyron WoodleyMMA [artes marciais mistas]
Comentários