Anderson trabalha com USADA para descobrir origem do doping

Brasileiro revelou que sua equipe está em contato próximo com organização e reiterou que espera voltar a lutar logo

O ex-campeão do UFC Anderson Silva parece disposto a provar sua inocência em novo caso de doping. Após ser flagrado mais uma vez em um exame, desta vez administrado pela USADA (Agência Anti-Doping dos Estados Unidos), o brasileiro revelou que está trabalhando com a organização para descobrir o que aconteceu e espera ter novidades em breve em relação ao caso de doping.

Relacionadas

Através de suas redes sociais, Spider deixou uma mensagem em português e inglês, agradecendo o apoio de seus fãs e dizendo que pretende atualizá-los passo a passo sobre o processo que irá descobrir o que aconteceu em seu exame positivo.

Aos 40 anos, Werdum descarta aposentadoria: ‘Vou ser campeão de novo’

Cris Cyborg defende o cinturão do UFC contra Holly Holm em Las Vegas

Holloway critica desculpas de Aldo após UFC 212: ‘Um pouco covarde’

"Para todos os meus fãs. Obrigado por todo o apoio que me deram nessa semana, isso significa muito para mim e para a minha família. Eu apenas gostaria de mantê-los atualizados sobre o que está acontecendo no momento. Meu time médico está trabalhando bem próximo com a USADA para descobrir o motivo da suspensão do UFC China. Esperamos ter novidades em breve. Tenho lutado por quase 20 anos, sempre tentando ser um exemplo para meus fãs e para o esporte. Quero agradecer a todos vocês pelo apoio e vejo vocês em breve em uma próxima luta", escreveu Anderson.

Com a saída do brasileiro da luta principal do UFC China, o norte-americano Kelvin Gastelum agora enfrentará Michael Bisping no dia 25 de novembro. Curiosamente, o próprio Gastelum foi obrigado a deixar o duelo com o Spider antes, por uso de maconha durante período de competição. Os dois iriam se enfrentar no UFC 212, no Rio de Janeiro, antes de KG ser suspenso.

Confira o tuíte de Spider:

 

MAIS SOBRE:

lutasMichael BispingAnderson SilvaDopingrede social
Comentários