Após derrota no UFC 234, Anderson Silva pede por revanche com Nick Diaz

Brasileiro retornou ao octógono no UFC 234 após dois anos suspenso por doping

Relacionadas

Foram dois longos anos, mas Anderson Silva finalmente retornou ao UFC na noite deste sábado. O brasileiro, suspenso por doping, enfrentou o neozelandês Israel Adesanya, e acabou sofrendo uma derrota por decisão unânime dos juízes. Contudo, apesar da sua volta ao octógono ser bem recente, Silva já mira outros confrontos no futuro.

O brasileiro de 43 anos se empolgou por protagonizar o principal duelo do UFC 234 e, em entrevista coletiva após a luta, projetou seu próximo desafio para maio deste ano ainda, no UFC 237, que será realizado em Curitiba. O adversário é um velho conhecido do próprio lutador: Nick Diaz, com quem lutou no UFC 183, em 2015.

"Nossa última luta foi um 'no contest'. Falei com o empresário dele (Diaz) meses atrás sobre essa luta e ele disse: 'ok, vamos falar com o Dana'. Vamos ver, vou esperar o Dana", declarou Silva. Na ocasião, o brasileiro derrotou o adversário pela decisão dos juízes. No entanto, como ambos fora flagrados no exame antidoping, o resultado oficial do confronto foi alterado para o 'no contest', ou seja, sem vencedores.

Antes de encerrar sua carreira no MMA, Anderson Silva quer ter a oportunidade de lutar na cidade onde cresceu e se tornou lutador profissional. O ex-campeão dos médios tentou participar do UFC 198, realizado em 2016, mas uma contusão o retirou do evento.

"Quando tentei lutar em Curitiba, tive problemas e precisei de cirurgia, e saí do card. Agora tenho a chance de lutar na minha cidade, onde tudo começou. Conversei com Ed (Soares, empresário) e meu time. Acho que faz sentido eu e o Nick Diaz lutarmos em Curitiba", concluiu.

 

MAIS SOBRE:

MMA [artes marciais mistas]UFC [Ultimate Fighting Championship]Anderson SilvaIsrael AdesanyaDana WhiteNIck Diaz
Comentários